Coronavirus e Diabéticos - pacientes no grupo de risco e medidas preventivas

Com a pandemia declarada pela Organização das Nações Unidas (ONU), preparamos este conteúdo falando sobre os riscos do Coronavírus para Diabéticos. Confira algumas recomendações dadas pela Sociedade Brasileira de Diabetes e apresentar os sintomas do covid-19 em diabéticos.

Diabetes e Coronavírus – entenda o grupo de risco

Diabéticos fazem parte do grupo de risco, pois pacientes de doenças crônicas tem maior intensidade da replicação viral, devido ao comprometimento da resposta auto imune.

De forma geral, segundo João Prats, infectologista da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo, diabetes é um fator de risco para qualquer infecção, pois tem o sistema de defesa do organismo diferente.

Como o diabético se contamina com o Coronavirus?

O paciente se contamina com o Coronavirus através de contato próximo de pessoa para pessoa. A transmissão ocorre, de pessoa para pessoa, através do ar ou ainda através de secreções como:

  •         Gotículas de saliva;
  •         Tosse;
  •         Espirro;
  •         Contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;
  •         Catarro;
  •         Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Quais os sintomas do Coronavirus em diabéticos?

Os principais sintomas do Covid-19 são:

  •         Tosse seca;
  •         Febre;
  •         Dificuldades ao respirar.

Em casos de suspeita, a recomendação da ONU é que o paciente procure um médico e tome medidas de precaução para evitar contaminar outras pessoas.

Como evitar o Coronavírus?

O Ministério da Saúde passa as seguintes recomendações para evitar se contaminar com o Coronavírus:

  •         Manter o controle glicêmico devidamente adequado;
  •         Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas ou que apresentem sintomas da doença;
  •         Lavar as mãos frequentemente, principalmente após contato com outras pessoas;
  •         Utilizar lenços descartáveis para higiene nasal;
  •         Evitar contato com mucosas (mesmo que próprias) como olhos, boca e nariz;
  •         Cobrir nariz e boca ao espirrar;
  •         Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, copos e garrafas;
  •         Manter sempre os ambientes bem ventilados;
  •         Hidratar-se;
  •         Evitar aglomerações e viagens.

Coronavírus pode matar pacientes diabéticos?

De forma geral, o Coronavírus é leve em jovens. A maioria dos contaminados passa por sintomas leves, porém em diabéticos, os sintomas podem ser mais fortes, principalmente em casos com longa história de diabetes, mau controle metabólico, com doenças concomitantes e idosos.

O Risco de Complicações do Coronavírus em diabéticos tipo 1 e 2 para pessoas com diabetes bem controlada são menores.

O Ministério da Saúde finaliza o texto afirmando que o controle glicêmico é a chave para evitar maiores complicações do Coronavírus para Diabéticos.

Em caso de dúvidas ou caso você apresente um sintoma, um médico deve ser consultado.

Pesquisar